Março 19 2010

Eu fui embora, meu amor chorou
Eu fui embora, meu amor chorou
Eu fui embora, meu amor chorou
Eu fui embora, meu amor chorou
Vou voltar
Eu vou nas asas de um passarinho
Eu vou nos beijos de um beija-flor
Eu vou nas asas de um passarinho
Eu vou nos beijos de um beija-flor
No tic tic tac do meu coração, renascerá
No tic tic tac do meu coração, renascerá
Timbalada é semente de um novo dia
Nordeste sofrimento povo lutador
Entre mares e montanhas com você eu vou

Yo quiero te namorar, amor
Te namorar, amor
Te namorar, amor
Te namorar, amor
Teu lábio é tão doce, doce feito mel
Toda azul sua beleza feita cor do céu
Quero me aquecer sentir o seu calor
Rolar pra lá na cama, te chamar de amor
Fazer mil poesias pra te conquistar
Deixá-la simplesmente coberta de flor
Quero me aquecer sentir o seu sabor
Amor, é só me chamar que eu vou
Só me chamar
Me chama que eu vou
Só me chamar que eu vou
Só me chamar,
Me chama que eu vou

Estou sentindo a falta de você
Sonhando com seus beijos espero amanhecer
Tu levas as palavras soltas pelo ar
Yo quiero te namorar, amor
Te namorar, amor
Te namorar, amor


Março 06 2010

Não ver você, não tem explicação
é caminhar pela escuridão
ficar a fim e não poder falar
querer o sim e não se acostumar
com a solidão, o medo de amar
estranho vazio no seu olhar
eu tento achar em algum lugar
o amor que você deixou pra trás


vem pra cá

publicado por grandesofa às 21:38

Janeiro 14 2010

Saber Viver

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura...
Enquanto durar.

publicado por grandesofa às 08:40
Tags:

Dezembro 29 2009

Amar,ou odiar : ou tudo,ou nada.
O meio termo é que não pode ser.
A alma tem que estar sobressaltada
Para o nosso barro se sentir viver...

Não é uma cruz a que não for pesada,
Metade de de um prazer não é um prazer;
E quem quiser a alma sossegada,
Fuja do mundo e deixe-se morrer!

Vive-se tanto mais quando se sente:
Todo o valor está no que sofremos.
Que nenhum homem seja indiferente!
 


Amemos muito como odiamos já:
A verdade está sempre nos extremos
Porque é no sentimento que ela está!



( Fausto Guedes Teixeira )
(1871-1940 )
publicado por grandesofa às 03:18
Tags:

Julho 22 2009

Ando devagar porque já tive pressa
e levo esse sorriso, porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
eu só levo a certeza de que muito pouco eu sei..., que nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs,
o sabor das massas e das maçãs,
é preciso amor pra poder pulsar,
é preciso paz pra poder seguir,
e é preciso a chuva para florir
Sinto que seguir a vida seja simplesmente
conhecer a marcha, ir tocando em frente
Cada um de nós compõe a sua história,
e cada ser em si carrega o dom de ser capaz,
de ser feliz...

publicado por grandesofa às 10:10
Tags:

Março 05 2009

Hoje compreendi que viver é ser LIVRE,

que ter AMIGOS é necessário,

que LUTAR é manter-se vivo.

Aprendi que o tempo CURA,

que magoa PASSA,

que desecepçaõ NÂO MATA,

que HOJE é reflexo de ontem,

Que os verdadeiros amigos permanecem.

Que a dor FORTALECE.

Aprendi que SONHAR não é fantasiar,

que a BELEZA não está no que vemos,

mas sim no que SENTIMOS.

E que o segredo da vida é VIVER em busca da FELICIDADE!

 

publicado por grandesofa às 22:14

Fevereiro 16 2009

- Alô?
- Olha, eu só tenho 1 minuto ...

[D'Black]
Por onde quer que eu vá, vou te levar pra sempre.
A culpa não foi sua.
Os caminhos não são tão simples, mas eu vou seguir...
Viajo em pensamento, numa estrada de ilusões
que eu procuro dentro do meu coração.

[Refrão]
Toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar.
A distância entre nós não pode separar
o que eu sinto por você, não vai passar.
1 minuto é muito pouco pra poder falar.
A distância entre nós não pode separar.
E no final... Eu sei que vai voltar!

(Telefone desligando)

[Negra Li]
Por onde quer que eu vá, vou te levar pra sempre.
A vida continua (a vida continua)
Os caminhos não são tão simples, temos que seguir...
Viajo em pensamentos, numa estrada de ilusões
que eu procuro dentro (procuro dentro)... Do meu coração.

[Refrão]

Toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar.
A distância entre nós não pode separar
O que eu sinto por você, não vai passar.

[D'Black]

Eu sei não vai passar...

[Negra li]
1 minuto é muito pouco pra poder falar.
A distância entre nós não pode separar.
E no final... Eu sei...

[D'Black]

Que no meu coração.

[Negra Li]

Aonde quer que eu vá.

[D'Black]

Sempre levarei

[D'Black e Negra li]

O Teu sorriso em meu olhar!(Em meu olhaar !)

Toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar.
A distância entre nós não pode separar
O que eu sinto por você, não vai passar.
1 minuto é muito pouco pra poder falar.
A distância entre nós não pode separar.
E no final...

[Negra Li]

Eu sei que vai voltar. Ohh ohh... Eu sei que vai voltar!
 

publicado por grandesofa às 23:32
Tags: ,

Janeiro 28 2009

As circunstâncias entre as quais você vive determinam a sua reputação.


A verdade em que você acredita determina o seu caráter.


A reputação é o que acham que você é.


O caráter é o que você realmente é...


A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova.


O caráter é o que você tem quando vai embora...


A reputação é feita em um momento.


O caráter é construído em uma vida inteira...


A reputação torna você rico ou pobre.


O caráter torna você feliz ou infeliz...


A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura.


O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus.


A reputação é o que pessoas dizem de si, julgando sem olhar para o proprio umbigo, mentindo para serem aceites ou chamar atenção.


O caráter, é o que você é sem necessidade de existir qualquer ser para o dizer, mas os próprios actos, olhares e gestos dizem tudo...


O que será mais importante???

....


Se todos que falassem mal de mim soubessem o que eu penso sobre eles, falariam bem melhor...

Enquanto eles perdem tempo com isso, eu alcanço os meus objetivos

 

publicado por grandesofa às 00:48
Tags: ,

Janeiro 12 2009

 

 

Não consegues esconder

O quando gostas de mim

Eu que finjo não ver

porque a vida me fez assim

Gosto de me sentir amado

mas não sei retribuir

Tenho o meu amor encurralado

com medo de o dividir

Ao que dizes fico mudo

faço disso minha estrada

Tenho sempre receio de dar tudo

em troca receber nada

Quando encontro o que desejo

fujo sempre sem parar

é querer aquilo que vejo

e ter medo de o agarrar

Não deixes de dar

esse amor faz-me viver

Ainda um dia hei de amar

sem medo de perder

Desafiei a vida

que fez de mim túmulo da solidão

Principiei uma corrida

Pelas ruas do meu coração...

publicado por grandesofa às 03:44
Tags: ,

Janeiro 11 2009

 

 

Eu sei que voce sabe,

ja que a vida quis assim

Que nada nesse mundo levará voce de mim

Eu sei e voce sabe que a distancia nao existe

Que todo grande amor Só é bem grande se for triste

Por isso, meu amor Não tenha medo de sofrer

Que todos os caminhos Me encaminham pra voce

Assim como o oceano Só é belo com luar

Assim como a canção Só tem razao se se cantar

Assim como uma nuvem Só acontece se chover

Assim como o poeta Só é grande se sofrer

Assim como viver Sem ter amor não é viver

NÃo há você sem mim

Eu nÃo existo sem você

 

Eu sei que vou te amar

Por toda a minha vida eu vou te amar

Em cada despedida eu vou te amar

Desesperadamente eu sei que vou te amar

E cada verso meu será

Pra te dizer que eu sei que vou te amar

Por toda a minha vida

Amar como o sol, como a flor, como a luz

Amar sem mentir, nem sofrer

Existiria a verdade

Verdade que ninguém quer

Se todos fossem no mundo iguais a você

publicado por grandesofa às 04:24

Janeiro 09 2009

Desperto sob ventos outonais,
estranho, só, refém da nostalgia.
Sofro da dor a sua liturgia;
sofro por ti que não verei jamais!

Rompendo histórias ásperas, vazias,
perdi alguns dos liames ancestrais.
Cercado de lamentos, tristes ais,
ando farrapo alhures, noite e dia!

Não consegui trazer-te à minha essência,
malgrado a luta que lavrou feridas,
sob tantas mentiras e verdades!

Deixaste-me de herança a tua ausência
e o castigo das noites mal dormidas.
Hoje me entrego a cultivar saudades!

 

Antonio Kleber
02/01/2009

publicado por grandesofa às 02:54
Tags:

Janeiro 02 2009


Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces
Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto.
No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida
E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.
Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado.
Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados
Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada
Que ficou sobre a minha carne como nódoa do passado.
Eu deixarei... tu irás e encostarás a tua face em outra face.
Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada.
Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite.
Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa.
Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço.
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
Eu ficarei só como os veleiros nos pontos silenciosos.
Mas eu te possuirei como ninguém porque poderei partir.
E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas.
Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.

 

 


Vinicius de Moraes

publicado por grandesofa às 03:37

Dezembro 28 2008

(They Long To Be) Close To You - Rie fu

De onde se vem

nada tem norma

O que ontem era amor

Hoje é ódio

Tudo tem norma

A alegria de um dia

Pode ao outro ser dor

O carinho já é raiva

O sonho se não vira realidade

É melhor esquecê-lo

Pode não ser tanto assim

Ou pior...

Volta que não volta

Tudo volta...

Sempre as mesmas coisas em lugares diferentes

Ou não...

Sempre o mesmo abecedário

O que muda porque muda

Detrás para a frente ou ao contrário

Se não muda porque não

Uns iludidos

Outros fartos de desilusão

Uns morrem à míngua

Outros são espertalhões

Uns trabalham

Outros são calões

Constrôem um prédio outro cai

Uns nascem outros morrem

De onde se vem

É para onde se vai!..

 

 

publicado por grandesofa às 05:11
Tags:

Dezembro 26 2008

"...as lágrimas possuem um efeito curativo e que sem dor nada se trata."

Margarida Rebelo Pinto

 

 

"...Porque o amor é mesmo isto; olhamos para o objecto amado no pedestral onde nós o colocámos, comos sendo um sonho impossível, uma nuvem que quase se consegue tocar, uma imagem à qual queremos ascender, uma miragem na qual queremos mergulhar para sempre. Apaixonamo-nos para nos podermos elevar do mundo como ele é, dos seus cinismos e da sua brutalidade inevitável. O amor serve para voar por cima das coisas más."

Margarida Rebelo Pinto


Dezembro 26 2008

"Eu quis amar mas tive medo
E quis salvar meu coração
Mas o amor sabe um segredo
O medo pode matar o seu coração"

Vinicius de Moraes

 

 

"Toda a gente torna públicos os seus amores, como se a verdade só subsistisse com o conhecimento de terceiros.´"

Margarida Rebelo Pinto

publicado por grandesofa às 18:55

Dezembro 23 2008

Poema de Natal

Vinicius de Moraes


Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.
Assim será nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos —
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.
Não há muito o que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai —
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.
Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte —
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.

 

Todo o dia é Natal quando em nós renasce o Amor.

Um Santo e Feliz Natal a todos os visitantes do blog.

 

publicado por grandesofa às 00:00

Dezembro 19 2008

Download CD
 

 


Listen to excerpt





 




Dezembro 15 2008


Quando se viaja sozinho
pelas imagens que perduram
as evocações ganham um modo tão real
A mancha ténue dos arbustos
indica o caminho para o regresso
que nunca há
o mar ficou de repente perto
sobre esta praia travámos lutas
para as quais só muito depois
encontramos um motivo
era à pedrada que nos defendíamos
do riso mais inocente
ou de um amor
Mas aquilo que nunca esquecemos
deixa de pertencer-nos e nem notamos
Estamos sós com a noite
para salvar um coração


José Tolentino de Mendonça
publicado por grandesofa às 02:12

Dezembro 12 2008
é a duvida que resta,
que me leva a perguntar...
qual papel sera o meu? 
o de quem nada faz?

embora doa, nada fiz para mudar.
embora doa, nada vai mudar.

e revemos nas imagens que não passa de um esboço...
escolhem os senhores da guerra os motivos a seu
gosto...

embora doa, nada fiz para mudar.
embora doa, nada vai mudar.

porque nada surprende.
já vivemos com o medo.
quem nos chama a razão?
ao som de armas adormeço...

embora doa, não me faz perder o sono.
embora doa...

escorre sangue pelo ombro em directo na tv
explode a carne em mãos de quem nada fez

embora doa, não me sujo desse sangue 
embora doa, ha sempre outro canal
embora doa...
embora doa, não me sujo desse sangue
embora doa, ha sempre outro canal.

é a duvida que resta que me leva a perguntar...
publicado por grandesofa às 01:57

Dezembro 07 2008

Tocas no rosto enquanto o ar não sai

Inspiro sem medo do acto que vem

Envolvo os pés como mãos

Do toque nasce a nossa ilusão



Desenhas os risos de um novo medo

Que o peito demonstra sem qualquer sossego

Faz tempo que a culpa se foi

Ficámos de pensar só depois

Do erro.



Já pouco nos resta fechar os olhos

Escondemos actos sem qualquer receio ou angustia

Que nos prende a vontade de sentir

O corpo com prazer



Rasgas-me a roupa sem qualquer pudor

Enquanto buscas o ar pela boca

Passeias o teu cheiro no meu corpo

Por entre os braços misturo tudo

Após o prazer ficaremos mudos

Sem saber

Se é por uma noite



Grito teu nome sem saber

Como será o amanhã

Foi um sonho real

Por uma noite.

publicado por grandesofa às 01:47
Tags:

pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


blogs SAPO